Notícias

  • Novo Certificado ISO 9001/2015

    28 de setembro de 2018

    No dia 11 de Setembro de 2018, a Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo – GLESP – avançou mais um passo importante em direção à evolução de seus serviços prestados conquistando o novo certificado ISO 9001/2015.

    Após um intenso trabalho e comprometimento de todos seus colaboradores, a atual administração cumpriu mais esse objetivo e obteve a referida certificação. A Instituição passou pelo processo de auditoria realizado por uma das maiores certificadoras do ramo, a DNV-GL. É importante ressaltar que a GLESP tornou-se pioneira, dentre as instituições maçônicas do mundo, a buscar e conquistar essa certificação. Fato este que valoriza a instituição e fomenta a responsabilidade da administração na busca incansável do aperfeiçoamento gerencial. O nosso Irmão e colaborador da GLESP, Rafael Forcini, que atua como Representante da Direção auxiliou na implantação e posteriormente na manutenção do sistema de gestão de qualidade para garantir a melhoria contínua de todos os processos.

    O Sereníssimo Grão Mestre Ronaldo Fernandes explicou a importância e o benefício que isso trará a Instituição:

    “A GLESP atualmente conta com mais de 23.000 obreiros ativos. Com isso, temos um volume elevado de documentos, certidões, pranchas e papéis que circulam dentro do setor administrativo. Embora os departamentos sejam muito bem organizados e gerenciados, sempre existirá a oportunidade de melhoraria. E a ISO 9001 tem esse objetivo. Durante o processo de auditoria, todas as atividades administrativas e financeiras foram mapeadas, documentadas e melhoradas. Ganhamos rastreabilidade, controle de prazos, melhor identificação dos responsáveis internos, melhor identificação dos documentos entregues e o monitoramento do índice de satisfação dos irmãos e das Lojas. Esses dados nos permitem analisar onde os processos podem ser aprimorados e identificar as novas necessidades apresentadas pelas Lojas. É importante ressaltar, que a auditoria é realizada somente no quesito operacional, mantendo assim todo o sigilo de nossa ritualística.”

    Certificado