Notícias

  • Editorial de Fim de Ano – Grão Mestre

    Tuesday December 11th, 2018

    Que bom, é Natal!

    É tempo de colheita, de reflexão, de resgatar o abraço não dado. É tempo de perdoar e reconciliar-se no amor e na humildade acolhedora de Jesus.

    Espero, ansiosamente, que seja um passar de ano feliz, que as chuvas deste verão lavem nossa alma, deixando para trás os rancores. Que nosso coração esteja preparado para um novo plantio.

    Que as sementes escolhidas sejam as melhores. Plante um braço estendido e colherá um abraço, plante um sorriso e colherá a alegria da criança, plante sonhos e colherá esperanças, plante ternura e será amado, plante amor e Deus habitará em seu coração.

    É hora de mudar o ciclo da vida, recordar-se com muita saudade dos que partiram – pois isto ajuda a aliviar a dor –, de mudar de emprego, de emagrecer… Qualquer que seja o motivo, a experiência nos traz maturidade, aprendi que o importante é decidir, fazer uma escolha, e haverá sempre um ombro amigo, um irmão a nos amparar.

    A Maçonaria tem me ensinado muito. Em cada encontro, tive a certeza de que a humildade me igualou às pessoas e eu pude me aproximar delas, ouvi-las e sentir seus corações.

    Este é meu último editorial de fim de ano como Grão-Mestre e quero convidá-lo a unir-se a mim para que, juntos, possamos fazer um Natal da Esperança e da Fraternidade. Que possamos repartir o pão com uma criança que espera na pureza da inocência. Que seu Natal seja igual ao de todas as crianças.

    Amanhece o dia, abro minha janela e me deparo com a luz da realidade, e isto me faz refletir o quanto ainda temos por fazer. Reconheço o trabalho desta Grande Família Maçônica, principalmente das nossas cunhadas, que se dedicam em servir, amparando com trabalho e amor os que mais necessitam. Tenho a mais alta convicção de que não ficaremos insensíveis a isso. Na medida em que praticamos a caridade, aproximamo-nos de Deus. O nascimento de Jesus na extrema humildade de uma manjedoura nos leva a contemplar o verdadeiro espírito do Natal.

    Dos mais diversos ensinamentos maçônicos, a fraternidade é o mais autêntico. Por intermédio dela, atravessamos o limiar da pobreza com o acolhimento fraternal e amoroso a uma criança.

    É tempo de a esperança e o amor ao próximo se intensificarem, se fortalecerem em nosso espírito. Que Deus, o GADU, a todos abençoe!

     

    Um Fraternal Abraço e um beijo no vosso coração.

     

    Feliz Natal e um ano de Saúde e Paz!

     

    Ronaldo Fernandes

    Grão-Mestre da Grande Loja do Estado de São Paulo